terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Meu mundo de Sophia



É estranho, gostar de alguém que nunca vi pessoalmente, é muito estranho sonhar com teu cheiro ao ver suas fotos, é muito mais estranho delirar com visões do vento batendo em seus cabelos e mostrando tamanha beleza de seu semblante, é mais estranho ainda querer-te só para mim quando nunca poderei tê-la.

Você apareceu em meu MSN misteriosamente, e quando ia apagar o seu contato por não saber quem era, optei por um súbito ato de brutal curiosidade falar com você, e mal sabia eu que ali estava à dona dos meus pensamentos, o meu suspiro de felicidade.

Como descobrir se amamos verdadeiramente aquilo que pouco conhecemos? Como ter certeza que não é só mais uma balada de amor? Na verdade, nunca saberei essas respostas até conhecer-la, até tocar sua pele, até sentir a brisa que traz seu cheiro bom de natureza.

Você me deu muito mais do que palavras, você me fez sentir exatamente o que eu precisava, e por isso queria que soubesse que hoje declaro o fim desse Amor Platônico. Sim, amo você garota, todos os meus pensamentos são seus! Todas essas simples palavras são para você, e se isso não for amor, então o que será então? Paixão? Ilusão?

Fazer reggaes e baladinhas não terá sentido se você não estiver ao meu lado para ouvir, e no intuito dessa “balada do amor inabalável”, que declaro a você, o quanto te quero ao meu lado. O universo conspira para que isso não acabe nunca, para que eu possa fazê-la tão feliz quanto você me faz!

Talvez Renato Russo tenha razão quando escreveu o seguinte pensamento: “Quem um dia irá dizer, que não existe razão pras coisas feitas pelo coração?”

(Foto por: Higor Van Flur)

7 comentários:

  1. “Quem um dia irá dizer, que não existe razão pras coisas feitas pelo coração?”

    realmente as coisas feitas pelo coração não tem explicação, é preciso se arriscar, viver sem medo...e quando amamos alguém, ir a luta para ter uma linda e doce história de amor.

    bjs mocinho!

    ResponderExcluir
  2. Caramba! Cada vez que leio um texto seu, eu me supreendo. Um mais tocante do que o outro. Chega até arrepiar-me. Também já passei por uma situação assim, de confusão de sentimentos. Eu não sabia se eu realmente amava a garota. O meu segundo post do blog tem o texto lá. Abraço e continue assim (:

    ResponderExcluir
  3. Amores platônicos fazem um bem danado para alma da gente...

    Isso acontece com todo mundo...

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite...

    tem um selinho para você no meu blog, passa lá para pegar seu presente.

    Bjs, Tata
    tatapalavrasaovento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Amores platônicos vem e vão, mas sempre havará um que marcará por toda a vida.

    ResponderExcluir